Comes e Bebes, Cozinha

Comer fora #1 | Solar dos Presuntos

18 Dez , 2014  

Aberto há 40 anos, mais precisamente desde o dia 30 de Outubro de 1974, o Solar dos Presuntos é mais do que um restaurante, é um ícone, no que toca a comer bem, na cidade de Lisboa.
Localizado numa zona privilegiada, nas Portas de Santo Antão, junto à Avenida da Liberdade, é frequentado por ilustres clientes, público em geral e muitos turistas. É raro ir jantar ao Solar dos Presuntos e não dar de caras com alguém conhecido, da Televisão, do Teatro, do Desporto, dos mais variados quandrantes, nesta noite estava por lá Fernando Mendes. Prova disso são também as inúmeras fotografias e caricaturas de gente famosa, nacional e internacional, espalhadas por todas as salas e espaços do Solar dos Presuntos.
Diz-se até por aí, que este restaurante já foi palco de episódios marcantes para história do país.

Conta com 180 lugares divididos por 3 andares. Em baixo fica a cozinha, ao olhar de quem por ali se senta e o viveiro de marisco. As reservas são normalmente distribuídas pelos andares superiores, entre fumadores e não fumadores. O espaço detém um ambiente acolhedor, tradicional, sofisticado q.b., e ao mesmo tempo actual. Quem atende é extremamente profissional, simpático e atencioso. Nesta noite, tivemos a sorte de nos calhar o Sr. Agostinho, entre alguns dos colaboradores que nos atenderam. A julgar pelos seus cabelos brancos e a sua postura descontraída, rigorosa e experiente, adivinha-se que já tem muitos anos de casa. O dia já ía longo, como mandam os jantares tardios de Lisboa, ainda assim, o sentido de humor bem fresco e cativante deste senhor, acompanhou-nos literalmente desde que nos sentámos até ao fecho da porta, sempre com grande simpatia.

O atendimento é importante, mas num restaurante, seja ele qual for, o ponto fulcral são mesmo os pratos. E neste caso, são um  verdadeiro manjar, menos do que isto será injusto, tendo em conta os pratos apresentados. Tal como se descrevem no próprio site são a “tradição da cozinha minhota”, e não fazem por menos.

E comecemos então pelo início, cerveja para matar a sede, e as deliciosas entradas, com presunto ibérico, paio, queijo de azeitão, azeitonas e pão, tudo de primeira. Para saborear enquanto se escolhem as próximas iguarias. Tarefa nada fácil, pois a oferta é longa e tentadora, entre, carne, peixe, assados, fritos e grelhados a escolha não foi fácil.

Neste caso o nosso pedido recaiu sobre arroz de lagosta e gambas, cabrito, e folhado de vitela. Segue-se então a descrição da escolha.

Arroz de lagosta e gambas.
Com um tempero agradável, o arroz no ponto, malandrinho, como se quer e muito bem recheado, tudo na quantidade certa. Este é um dos pratos considerados pelo próprio, uma especialidade do Solar.

IMG_20141110_162824

Cabrito no forno à Monção com batata assada e arroz no forno. Cabrito é daquelas carnes que dá gula, quando bem confeccionada, é um verdadeiro manjar dos deuses, e este não era outra coisa. O típico arroz de forno a acompanhar estava óptimo e as batatas  assadas não lhe ficavam atrás. Uma verdadeira delícia, esta especialidade do Solar dos Presuntos, que tão bem honra a cozinha de Monção.

IMG_20141110_164300

 

Folhado de vitela com grelos.
Uma junção apetitosa numa leveza de sabores difíceis de descrever. A massa folhada confeccionada de forma exemplar estava em perfeita harmonia com o recheio rico e suculento da vitela. Mais um prato neste jantar que agrada ao paladar e reconforta os restantes sentidos. Traz ainda batata frita às rodelas como guarnição.

IMG_20141110_163802

 

Dona Maria, 2011 foi a companhia neste jantar, tinto Alentejano (óbvio), foi uma escolha assertiva e em conta, adequada a estes três pratos, um vinho muito equilbrado, composto pelas castas Aragonez (50%), Cabernet Sauvignon (20%), Alicante Bouschet (15%) e Syrah (15%). Cozinha do Norte com vinho do Sul. Um hino ao que de melhor temos no país. No entanto, a oferta de vinhos é bem extensa e completa,  com verdadeiras raridades a integrar a mesma, sendo à medida de qualquer gosto e carteira.

IMG_20141110_163414

 

Para rematar foi um sorvete de limão, estilo shot, apenas para adoçar e refrescar. Embora a oferta e sobremesas extensa e apetitosa. E da forma que as palavras permitem descrever, esta foi a nossa experiência, num dos restaurantes mais carismáticos da capital. As fotos estão fracas, porque foram captadas com o telemóvel, ainda assim, era importante deixar este registo, a ilustrar as sensações que aqui se pretendem transmitir. Além do que aqui é descrito, o menu dispõe ainda de uma rica selecção de marisco, e das seguintes especialidades: arroz negro de chocos, vieira, gambas, cogumelos e mexilhão; açorda de lagosta e gambas no pão; feijoada de marisco; caril de lagosta e gambas, entre outras.


Deve-se ainda acrescentar, que é perfeito, para os que não se enquadram nos restaurantes da moda, do gourmet, do chef xpto. Para quem realmente gosta de comer, e apreciar, comida portuguesa excelente e despretensiosa, num ambiente descontraído e encantador.

Não é um restaurante extremamente acessível, mas vale a pena pelas experiência singular. Tezturas gosta e recomenda.

Cátia Marcelino

 

Foto de destaque retirada do site do Solar dos Presuntos.

 
Click to add a blog post for Solar dos Presuntos on Zomato

Comments

comments

, , , , , , ,