Saber Viver

O que fazer #12 | Para este fim de semana (prolongado)

8 Dez , 2016  

Para alguns é fim de semana prolongado, para outros nem tanto, mas os motivos para aproveitar são todos válidos. Algumas sugestões para estes próximos dias que já sabem tão a Natal, os últimos dias de Outono, que mais parecem Inverno. Há feiras, mercados e muitas sugestões (grátis) para fazer. Para miúdos e graúdos, é só escolher.


Em Lisboa:

Lumiar Natal em Cena
Óptimas sugestões culturais que vão de hoje até dia 10, onde um dos pontos altos será o concerto de JP Simões, pelas 20h00 no auditório da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro no Lumiar.
Grátis

 

jp-simoes

 

Feiras de Natal

Aldeia de Natal na Alameda
Patinar no Gelo em plena Alameda Dom Afonso Henriques? Verdade! Acrescenta-se a Casa dos Brinquedos, dançado ao som das músicas de natal, o Mercado de Natal, um presépio vivo e muitas outras surpresas.
De 8 a 25 de Dezembro
Grátis

Horário – Inauguração, dia 8, a partir das 17h30.
Restantes dias, das 10h às 21h, exceto dia 24 e dia 25, com encerramento às 17h.

o-que-fazer
Wonderland no Parque Eduardo VII
E patinar em pleno P. Eduardo VII? Também será possível, a essa atracção junta-se a roda gigante, o mercado de Natal, a Árvore de Natal, a rampa de gelo, o globo de neve gigante, a casa do Pai Natal e outros segredos.

Segunda a Quinta: das 13h00 e as 20h00;
Sexta: das 13h00 as 22h00
Sábados e Feriados: das 10h00 às 22h00;
24 e 31 de dezembro: das 10h00 às 16h00;
25 de dezembro e 1 de janeiro: das 16h00às 22h00
Grátis

Feira Popular De Natal

Este ano o cenário do Rock In Rio recebe a já tradicional Feira Popular De Natal.
A entrada é grátis e o mais fixe é que sábado dia 10 de Dezembro, todas as diversões são apenas por 1€.
Todos os dias das 15:00 as 24:00 até dia 24 de janeiro.
Parque de estacionamento gratuito para 500 viaturas.

Mercado de Natal em Alvalde

Artesanato, Comércio tradicional, animação de rua, casa do pai natal, workshops e muita animação.

De 8 a 18 de Dezembro
Av. da Igreja

 

natal_lisboa

 

Ciclo de concertos de Natal | Natal em Lisboa

9 de dezembro
Igreja de S. Roque
21h30

As “Cantigas de Santa Maria”, conjunto de canções sacras do século XIII com textos em galaico-português, constituem o núcleo deste concerto.

«Trata-se de canções monofónicas dedicadas a Maria, mãe de Jesus, e dividem-se em dois géneros: cantigas de louvor e relatos de milagres. Este último é particularmente fascinante pela variedade e pormenor dos relatos. Estas canções religiosas vivem de um forte impulso narrativo: contam histórias, um traço ancestral que aqui serviria para unir as pessoas e a comunidade.»

A igreja de S. Roque, que remonta ao século XVI, foi a primeira dos Jesuítas «a ser desenhada no estilo “igreja-auditório”, concebida especificamente para a pregação». «Com uma fachada simples e austera, segundo os cânones impostos pela igreja então reformada, tem um interior composto por talha dourada, pinturas e azulejos, constituindo um importante museu de artes decorativas maneiristas e barrocas.»

Nota: levantamento de bilhete (dois por pessoa) na receção do Museu de São Roque, no próprio dia, das 10h00 às 21h00.

 

10 de dezembro
Igreja do Colégio de S. João de Brito
16h00

Sophia de Mello Breyner e o poema “A paz sem vencedores e sem vencidos” é o mote deste concerto, que apresentará «clássicos internacionais como “Joy to the World” – que no final do século XX era o hino natalício mais gravado na América do Norte –, pela famosa canção “Happy Xmas (War is Over)”, de John Lennon (gravada originalmente para ser uma canção de protesto contra a Guerra no Vietname que foi, com o tempo, transformada num hino natalício), até canções tradicionais portuguesas, como “José embala o Menino”, uma música de embalar originária da antiga freguesia de Monsanto (Idanha-a-Nova), que se converteu em banda sonora de muitos Natais».

Na segunda parte do concerto, intitulada “Cantar a fé”, os Pequenos Cantores do Conservatório Nacional, grupo de alunos com idades entre os 10 e 14 anos, interpretam temas da várias tradições, do judaísmo ao cristianismo, passando pelo continente africano.

A igreja do Colégio de São João de Brito está «edificada num local com tradição musical: foi construída sobre a quinta e o solar da família Stromp, no Lumiar, onde em princípios de 1846, Franz Liszt encantava a família com serões de piano».

 

11 de dezembro
Igreja da Graça
16h00

Com o “Natal em dois hemisférios”, o Coro Ricercare propõe música coral de Portugal e da Austrália, incluindo a integral da “Primeira Cantata do Natal”, de Fernando Lopes-Graça, «que faz o elogio do canto tradicional português num desfiar de melodias de Natal, recolhidas de norte a sul do país e arranjadas pelo génio de um dos mais importantes compositores portugueses do século XX».

A igreja da Graça oferece ao visitante a oportunidade de contemplar o seu património de azulejos, extensível ao antigo convento, classificados como Monumento Nacional.

 

Em Beja:

O presépio
O presépio tradicional português vai estar em exposição na Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, numa iniciativa da Diocese, Câmara Municipal e Centro Unesco para a Arquitectura e a Arte Religiosa.
Igreja dos Prazeres. Grátis.

 

Mercado de Natal Viva o Natal com alma
Um Mercado para a valorização dos produtos agroalimentares, e terá artesanato, livros, flores etc.  No Jardim do Bacalhau de 9 a 11 de Dezembro.

 

museu-regional-imagem-site

 

Museu Regional de Beja – Museu Rainha D. Leonor

Um Museu rico que esconde inúmeros segredos, quer na sua arquitectura, quer no seu espólio. Algumas das particularidades são os azulejos do séc. XV, ou a história de Soror Mariana. O núcleo Visigótico, também merece a visita.<
Entrada grátis ao Domingo.

Não há desculpas, a cultura e a diversão aguardam.

Cátia Marcelino

Comments

comments