Comes e Bebes, Saber Viver

Tezturas do Alentejo #2

23 Mar , 2015   Gallery

Em mais uma ida ao Alentejo das longas planícies, neste caso a Beja, (cidade do meu coração) partilho os registos dos melhores momentos do fim de semana.

Dos caminhos, mostro-vos as planícies, numa paisagem a perder de vista.

 

planície

 

Dos passeios, a Barragem do Roxo, um sítio de boas memórias da infância e que vale sempre a pena revisitar. Local ideal para passar o dia, pescar, fazer um piquenique ou simplesmente relaxar. Nos dias de maior calor, é sempre uma boa opção para refrescar os sentidos.

 

Barragem

 

De Beja, alguns apontamentos da zona envolvente do Largo de Santo Amaro que fica muito perto do conhecido castelo de Beja. Aqui realiza-se um mercado com o nome do largo, à antiga, onde se vendem frutas, legumes, e produtos típicos da região, pão, queijos, enchidos, bolos, mel, ervas, flores, e muitas outras coisas, que podem inesperadamente aparecer. Tem graça por ser de rua, e porque nunca é igual, por vezes reserva algumas surpresas. Ao contrário do esperado, as fotos são da arquitectura, numa próxima oportunidade, mostro o mercado.

 

 

Das comidas. Bom, dessa parte é o habitual, uma mesa repleta de sabores característicos, que saciam a fome, e nos confortam a alma (e também a barriga).

 

cabidela

 

Cabidela. Este não é com certeza um prato consensual. Mas a mim enche-me as medidas, e se enche! Na foto acima, ainda não foi adicionado o sangue, que neste caso era de galo. Na foto abaixo, já se pode ver o resultado final, uma cabidela de galo com batatas, apuradíssima. Temperada com bastantes cominhos, que faz com que o caldo fique perfeito, ideal para comer com fatias de pão, alentejano, obviamente.

 

cabidela de galo

 

Outra das iguarias, destes dias, foi um saboroso cozido de grão. Muito semelhante ao cozido à portuguesa, mas sem a parte que eu pessoalmente dispenso, a couve, que neste caso é substituída pelo grão. As carnes, são de porco, entrecosto e carne limpa com pouca gordura. Para apurar o sabor do caldo foi confeccionado um osso de presunto, que conferiu um sabor muito particular ao cozido.

 

image (21)

Chouriço, linguiça, e toucinho. As cenouras e as batatas complementam o prato, e para perfumar um raminho de hortelã. Para os mais gulosos, ensopam-se fatias de pão com o caldo. Desculpem lá, mas não como isto todos os dias, e quando é, é com tudo a que tenho direito.

 

cozido de grão

Fins de semana assim, fazem falta e fazem muito bem!

Cátia Marcelino

 

Comments

comments

, ,