Arquitectura

Trienal de Arquitectura | MVRDV integra programa Distância Crítica

6 Nov , 2015  

Pela mão da Trienal de Arquitectura a 11 de Novembro, o grande auditório do CCB recebe Jacob van Rijs para uma nova Distância Crítica. O Atelier MVRDV é conhecido por uma arquitectura radical e progressiva de que é exemplo a Silodam, um edifício que se estende nas águas do porto de Amesterdão como um navio gigante.
A partir de um método altamente colaborativo aliado a uma rigorosa investigação, os resultados são exemplares com projectos de todo o tipo de escala e tipologia incluindo planeamento urbano.
O trabalho de MVRDV é exposto e publicado em todo o mundo, tendo recebido inúmeros prémios internacionais. Juntamente com a Delft University of Technology, participa no Think Tank “The Why Factory” que propõe uma reflexão e pesquisa em torno de uma arquitectura e urbanismo da cidade do futuro.

Para confrontar o seu trabalho com a crítica, Diogo Burnay é arquitecto convidado.
11 de Novembro, 19h, Grande Auditório do CCB

Comprar bilhete
“Few architecture firms active in the last few decades have pushed the envelope as far and as often as the Dutch firm MVRDV.” Aaron Betsky in Architect Magazine

Jacob van Rijs (Amsterdão, 1964)

Formado pela TU Delf e co-fundador do atelier MVRDV (1991), juntamente com Winy Maas e Nathalie Vries, desenha soluções arquitectónicas alicerçadas numa sólida componente de investigação sobre os novos desafios sociais e urbanos. Sob a atenção internacional desde cedo, participa em conferências e júris internacionais, já leccionou em várias escolas internacionais e é actualmente professor convidado na Universidade Técnica de Munique. Desde 2011, preside o programa internacional do Instituto Real dos Arquitectos Holandeses (BNA). O seu trabalho onde o legado holandês é notório encontra-se amplamente publicado, destacando-se edições monográficas como MVRDV Buildings (2013), KM3 (2005) e FARMAX (1998).

Diogo Burnay

Diogo Burnay vive e trabalha em Halifax, Canadá e em Lisboa, Portugal.
É professor associado e director na Escola de Arquitectura da Universidade Dalhousie em Halifax. Fundou os CVDB Arquitectos com Cristina Veríssimo em 1999 e com Tiago Santos desde 2008. O seu trabalho foca-se na relação da arquitectura com o público, no contexto da paisagem cultural e física e para a experiência e percepção dos espaços e sítios de cada um. Projectos e edifícios têm sido exibidos e publicados em todo o mundo e têm recebido reconhecimentos e prémios nacionais e internacionais (1º Prémio do WAN 2013 Education Building e Archdaily Best Education building of the year 2014).

Uma conferência a não perder!

Cátia Marcelino

Fonte: TAL

Comments

comments

, , , , , ,