o meu jardim-11

Decoração

A nossa horta que também é jardim

20 Out , 2016  

Este ano, já mesmo no final da Primavera ganhei uma varanda maior. Mudámos de casa, e então houve a oportunidade de fazer uma decoração mais elaborada, e de juntar o que tinha das duas varandas nesta, que agora é mais espaçosa. Perdemos a vista rio, mas ganhámos tantas outras coisas.

 

o meu jardim-7

 

Já aqui falámos sobre a importância de ter um espaço exterior, um pátio, um jardim, um terraço ou até mesmo uma varanda. Para quem vive em Lisboa, é muito mais complicado, ainda assim, porque não vivermos as nossas varandas? Já para não falar da importância dos espaços verdes.

 

o meu jardim-8

 

Aqui juntámos a nossa mini horta, feita com a maior das dedicações e o jardim. Para o ano ainda vai ser com mais empenho, sem mudanças, vai ser fácil plantar tudo de origem, fazer sementeiras e ver a vida germinar nos nosso vasos.

 

o meu jardim-6

 

Mas por falar em dedicação, felizmente cá em casa somos os dois prendados para a bricolage e o meu marido já há uns tempos fez estes canteiros, lindos de morrer, que serrou e pintou, tudo à mão, num fim de semana que estive fora, foi uma fantástica surpresa. Além de terem ficarem um espanto, ainda têm um sistema de aproveitamento de água da rega, o que permite reutilizar essa água, reforçada com nutrientes, para regar outras coisas.
 

 
o meu jardim-5.1

 

 

Nesses vasos, ficaram as aromáticas principais, manjericão (que cresceu tanto mais parecia uma sequoia), o cebolinho, o alecrim e os coentros. Noutro vaso está a hortelã de vários tipos, a corrente, a de chocolate, a de pimenta, é só deixar ao sol e regar, que ela renova-se e cresce imenso. Noutros vasos individuais temos o tomilho e o tomilho de limão.

 

 

o meu jardim

 

O jardim, à semelhança da horta, as suas flores e plantas, foram dadas pelas mães, pela avó, pela tia e pelo vizinho da outra avó. Dele fazem parte as hortênsias, uma estrelícia tímida que este ano não deu flor (talvez pela mudança), cristas de galo, sardinheiras, uma arruda, entre outros.
 

 

o meu jardim-5

 

Os cactos, alguns foram oferecidos, mas o maior comprámos este ano no horto, porque teríamos que esperar muito tempo para conseguir algo tão grande, e como ando “in love” por esses meninos, com esta nova varanda, não resisti a trazer um grandalhão.

 

 

o meu jardim-3

 

 

Por fim, as suculentas, que dentro e fora de casa, ocupam um cantinho ainda mais especial. Aquando do arranjo da nossa varanda, achei que tinha que ter o perfeito centro de mesa.  E assim fiz, no prato da Bordallo Pinheiro que usava na mesa da sala, fiz este mini jardim, que ficou um mimo.

 

 

o meu jardim-10
 

 

9

 

 

Quanto à decoração, foi de improviso, com coisas que já tínhamos. A mesa e os cadeirões de madeira, compostos com as almofadas grandes com riscas e as mais pequenas verde água, que combinam com as lanternas e uma grinalda de luzes em rosa e verde água também, para complementar a iluminação.

 

 

o meu jardim-2

 

 
o meu jardim-11
 

 

Também já tínhamos o clássico regador IKEA, uma mesa de apoio e a caixinha de madeira para as molas da roupa. Os vasos são de barro enchem o olho, e são os nossos preferidos, comprados em mercados, e outros objectos encontrados por aí, como por exemplo uma placa de cortiça que achei num passeio pelo campo.

 

 

o meu jardim-4

 

Não podia faltar a rede, em cru para se enquadrar com os restantes elementos. Por fim, personalizei algumas das peças, para as tornar ainda mais nossas, pintando umas letras com stencil, por exemplo.

 

 

o meu jardim-12
 

 

Passámos aqui agradáveis momentos, entre refeições, esticados na rede ou em serões com amigos. Agora já está preparada para o mau tempo, mas para o ano há mais e com certeza com uma nova decoração.

A fiel jardineira,

Cátia Marcelino
 

 

Comments

comments

, , ,