carrossel torre eiffel paris

Saber Viver

Fevereiro e o São Valentim (Parte 3) | o destino mais romântico: Paris

10 Fev , 2015   Gallery

O dia dos Namorados, não deixa de o ser, mesmo que seja passado a comer uma bifana e a beber uma jola, nas roulotes ao pé do Colombo a seguir a um jogo do Glorioso. Mas convenhamos, se quisermos ser românticos, há que “subir os padroezinhos”.
No que toca a destinos românticos, há muita oferta, mas o cliché dos clichés, o destino dos destinos, quando se fala em “amorrrr” é, e sempre será Paris.
Conhecida como a cidade luz, “Paris da França” é realmente um sítio que vale a pena visitar, pelo menos uma vez na vida, e que deixa sempre saudades.
As ruas, a comida, a cultura, o Sena, os monumentos, a pronúncia, a vista, a Torre Eiffel… tudo é maravilhoso!

Em 2014, Tezturas recebeu uma surpresa e esteve por lá, no Saint Valentín, por isso, deixa um pequeno roteiro, para uma escapadinha no dia dos namorados, ou umas mini férias. Espero que estas dicas lhe sejam úteis, e o ajude a desfrutar ao máximo desta cidade lindíssima.

 

torre eiffel noite

[mobie_ad]
 


Transportes
: o metro leva-nos para todo o lado, os “carnet” de 10 bilhetes são os que compensam mais. Atenção, porque os bilhetes só dão para uma única vez, independentemente do tempo. Caso se engane e tenha que sair e entrar novamente, terá que pagar nova viagem.

 

DSC_7176

 

Velib: Para quem gosta de passear de bike, esta é uma boa opção. Grátis até meia hora, o segredo é não ultrapassar os 30m desde o ponto em que se levanta a bicicleta, até ao ponto em que se entrega. A app Velib é muito útil, pois ajuda na escolha dos pontos de recolha e entrega. Mais informações aqui.

 

Sena

 

Museus: o Paris Museum Pass pode valer a pena, (faça as contas aos museus que pretende visitar).  O passe dá acesso ao Arco do Triunfo, e à Torre da Catedral de Notre Damme, e a outras atracções que à partida não se visitaria por ser caro. Para além disto, evita algumas filas (atenção: pergunte sempre se é necessário estar à espera). Infelizmente não inclui a Torre Eiffel. Pode ser adquirido em vários sítios, online e no aeroporto, (à excepção deste bilhete, tudo é mais caro no aeroporto, bilhetes para transportes, etc.)

 

 

Restaurantes  e cafés, por onde andámos e que Tezturas aconselha:

Les Fondus de la Raclette na zona de Montparnasse mais precisamente no 209 Boulevard Raspail. Óptimo fondue de queijo e raclette, batatas e salada à descrição. O espaço é acolhedor, assemelha-se a um pequeno chalé, como se estivéssemos numa estância de neve. De focar, o pormenor das mesas, que têm embutida a própria grelha para o raclette, para o fondue e para a carne. Empregados simpáticos e excelente qualidade preço.

 

Fondue e raclette

Jantar no Les Fondus de la Raclette

[mobie_ad2]

 


Café des Deux Moulins
, perpendicular à rua do Moulin Rouge, 15 Rue Lepic. Se viu o filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, não pode deixar de passar por aqui. Apesar de ser turístico, a comida é boa e a simpatia impera. Tem happy hour, das 18h às 20h o que em Paris é sempre vantajoso.

 

Cafe Des Deux Molins

Cafe Des Deux Molins

 


La Favourite
 fica no 4 Rue de Rivoli, na zona de Marais, é bar e restaurante, está aberto todo o dia, e entre opções, serve um bife tártaro muito convincente. O ambiente é agradável, e boa escolha. Naquela zona os bares e cafés são todos interessantes, basta espreitar e pelo ambiente, escolher o que mais agrada. O Café dês Philosophes também é outra escolha por Marais.

 

La Favourite

La Favourite

 

Locais a não perder:

Sacré Coeur e Montmartre. Pela sua particularidade Parisiense. Pela vista sobre a cidade. Por aqui aconselho-vos Le Bal Café.

 

Vista da Torre a partir do Trocadero

Vista da Torre a partir do Trocadero

 

O circuito Torre Eiffel+Trocadero, para se fazer a pé, até à Place d’ Etoille, onde fica o Arco do Triunfo. Descer a partir dai, a famosa Avenida  Champs Elysées até à Place de la Concorde onde está o Obelisco.

 

 

Museus, monumentos e algumas zonas: Torre Eiffel, Museu do Louvre, Centro Pompidou, Notre Damme, Museu D’Orsay, La Defénse, Os Inválidos, Saint-Germain de Prés, Bastilla.

 

 

Versalhes, fica fora da cidade, cerca de 1h de comboio, mas vale a pena. Este é o Palácio onde tudo acontecia no final da Monarquia Francesa. Conseguimos ter alguma noção de como era habitado este Palácio. A riqueza e ostentação estão por toda a parte, à semelhança do estilo de vida que era mantido aqui. Remete-nos inevitavelmente ao imaginário de Marie Antoinette. Como se não bastasse, toda a grandiosidade dos edifícios, Versalhes detém também uns jardins, de cortar a respiração.

 

Jardin de Versalles

 

E claro, passear muito, e tirar muitas fotos à beira do Sena, e porque não, fazer um passeio de barco. Há variadas ofertas, relativas aos bateaux mouche, desde um simples passeio, a um jantar romântico. Uh lá lá!

 

 

Mais dicas e ideias: Com informação variada, útil e sempre actual, se procura algo diferente, recomendo o blog Conexão Paris.

 

 

Se estiver num mood de extravagância, este pode ser o Dia dos Namorados de sonho. Se já não for a tempo, ou o frio lhe tirar a vontade, Paris será sempre um destino romântico, em qualquer estação do ano.

 

Filmes para “papar” antes da viagem, (de entre uma lista interminável, a minha selecção):
– O Fabuloso Destino de Amélie Poulain,
– Meia noite em Paris,
– Marie Antoinette,

Paris deixa qualquer um apaixonado e com vontade de voltar.
Paris je t’aime.

Cátia Marcelino

Fotografias por: João Santos e Cátia Marcelino

Tezturas

Comments

comments

, , , , , ,